segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

VOO 2140 BEM-HAJA,COMPANHEIROS!





Victor Barata
Esp.Melec./Inst./Av
Vouzela



Bom Dia, Companheiros.
Finalmente já reparei a luz de navegação que por enquanto se mantém em regime experimental.
Foi no passado dia 27,depois de mais dia e meio de espera, em virtude da entrada de duas crianças que necessitavam de ser operadas com urgência, que entrei no bloco operatório do Hospital de Sº. António do Porto, para me submeter a nova intervenção cirúrgica, visto a primeira ter borregado.

Eram 7:30h da manhã (estava de alerta na linha da frente) quando me transportaram em maca para o bloco acompanhado pela Nª.Sª do Ar. Aqui chegado, saltei daquela para a outra onde se deitam os “condenados” à referida intervenção.
O que se passou…não sei, acordei eram 10:45h na sala de recobro de onde transitei para a enfermaria com a lâmpada do lado direito bloqueada por um penso.
Correu tudo muito bem, nada de dores, no dia 28 alta e toca andar.
Por enquanto apenas faço constantes lubrificações (5 vezes ao dia) à referida peça, na ânsia de brevemente poder estar apto para voar.
Gostava de vos agradecer, mas sinceramente, não tenho palavras para tal.
Que enorme orgulho sinto em ter sido ESPECIALISTA DA FAP. Somos mesmo uma família ESPECIAL!
Recordo um companheiro que à uns meses atrás me disse: Olha Victor, pensas que tens muitos amigos, mas quando chegar a hora vais ver os que aparecem!”
APARECERAM TODOS E ALGUNS QUE NEM TINHAM GRANDE INTIMIDADE COMIGO!
Mais uma vez ficou provado que somos uma grande família, durante dois dias a caixa de mensagens do meu telemóvel, esgotou a sua capacidade de recepção. Assim que tive oportunidade de ligar o aparelho, o seu toque de chamada nunca mais parou. O computador, como é calculável, não esteve ligado durante estes dias, quando no sábado o abri tinha 143(!)mensagens por ler… Agradeço a Deus por ter incluído no destino da minha vida,a minha entrada,ainda menino, na FORÇA AÉREA como ESPECIALISTA, e ter saído como HOMEM, em função da vossa camaradagem.
Com o receio de me esquecer de alguns de vós, que estiveram comigo neste momento que é sempre difícil,não falarei em nomes,abro uma excepcção para aqueles que estão "para lá do mar "(Fernando C.Branco,Rogério,Elmano e João Henriques), mas seria injusto da minha parte não referenciar aqui o nome de quatro camaradas que foram os grandes impulsionadores da concretização de tão necessária operação.
Ao Carlos Ferreira a árdua tarefa que teve quando das minhas deslocações a Coimbra, aos HUC’s onde inicialmente estava prevista a intervenção, que me ia esperar à estação da RN bem cedo, para de seguida me levar à referida unidade hospitalar e esperava por mim horas…era até eu voltar, para depois me levar a almoçar e de seguida me deixar no local da partida, RN.
Os seus movimentos, através dos conhecimentos de que dispõe em Coimbra, para que eu conseguisse concretizar rapidamente tão necessária cirurgia.
Ao Jorge Mendes ( que nos tratamos como irmãos),as suas movimentações dentro dos HUC’s (cunhas)no intuito de que esta se realizasse o mais rápido possível, o que veio a conseguir, apenas não foi aproveitado pelo facto de ter surgido a hipótese do Porto primeiro.
Ao Manuel Pais, um COMPANHEIRO que tive o prazer de conhecer à apenas cerca de ano e meio (tanto tempo que perdemos, Manel!)que na hora certa estava sempre à minha espera à saída do Hospital, quer no S.João quer no Sº.António, culminando na 6ª feira, quando da descolagem do referido aeródromo (S.António), proporcionar-me um almoço num conceituado restaurante dos arredores do Porto para assinalar o êxito da intervenção, assim como o meu regresso a casa, na companhia do Miguel Falcão(e que almoço!!!).
Deixei para o fim o meu AMIGO Miguel Falcão.
Não sei como começar, é-me difícil transcrever neste espaço a preocupação por ele demonstrada para que o meu estado de saúde fosse solucionado o mais rapidamente possível.
Conheci este nosso Companheiro à 39 anos na Guiné. Partilhamos a mesma habitação, camas lado a lado, comíamos regularmente juntos, o mesmo local de trabalho (linha da frente das DO), saiamos da Base com destino a Bissau onde íamos jantar e ver as “montras”no Pilão(ainda lá gastamos uns pesos!), aturamo-nos um ao outro, enfim, embora a situação fosse propicia á boa camaradagem, cativamos ali uma amizade eterna.
Depois da Guiné, pelos mais diversos motivos, perdemos o contacto, vindo a ser recuperado anos mais tarde através dos encontros do pessoal da Base Aérea nº12.
Retomamos o contacto, quer pessoal, net ou telefónico, quase que diário
chegando a fazer férias em família.
Pois bem, foi o Miguel que me “internou”, quer no S.João, quer no SºAntónio, através do seu irmão e sobrinha, distintos clínicos oftalmológicos naqueles estabelecimentos hospitalares.
Após a intervenção, passou horas sentado numa cadeira junto à minha cama na enfermaria, tentando assim aliviar um pouco o espírito de quem sai de um bloco operatório depois de receber uma anestesia geral e ser operado, ausentando-se apenas para ir almoçar, voltando de seguida.
Poderia estar aqui o dia todo a escrever sobre este GRANDE AMIGO que nunca conseguiria exprimir em palavras a amizade que nos une, mas para além disso a emoção não me o permite fazer
Obrigado Miguel, valeu a pena aturar-te



Victor Barata

domingo, 30 de janeiro de 2011

VOO 2139 MOÇAMBIQUE - Que saudades...


Augusto Ferreira
Esp.Melec./Inst.Av
Coimbra





MOÇAMBIQUE –Que saudades…
Caros companheiros e amigos, o nosso longo período de permanência (dois anos) nas nossas ex-colónias, proporcionou-nos momentos inesquecíveis. Uns bons outros maus, dependendo do local onde estivemos presentes e das situações que se nos atravessaram à frente, durante a nossa permanência em África.
Todos nós teremos o nosso próprio registo, do contacto directo com o espaço físico, que é único e com a própria guerra, para aqueles que estiveram nas frentes dos conflitos. Fora a guerra no meu caso, Moçambique surpreendeu-me bastante. Gostei imenso daquele novo país e imaginei-o sempre, como seria em tempo de paz com a sua fauna e flora. A relação com a população residente foi sempre boa. A sua simplicidade e simpatia fizeram com que nos integrássemos com facilidade nas vidas das cidades. Nós em Tete depois de um dia operacional no AB7, ao final do dia deixávamos a farda azul e vestíamos a roupa civil para irmos até à cidade, que ficava a poucos kms utilizando a nossa camioneta. Penetrávamos naquela nuvem de pó, que envolvia a cidade, realçada pela iluminação nocturna, provocada pelo trânsito nas suas ruas térreas. Umas vezes para irmos ao cinema, ao Hotel Zambeze, jantar por lá, ou por compromissos desportivos.
Em 1972/74 o AB7 tinha equipas, que competiam com outras militares, que estavam aquarteladas em TETE. Por ex. a Polícia, Exército e Marinha. Eu fazia na altura parte de uma equipa de Basket, que participava em torneios à noite, num campo que ficava próximo da entrada da ponte na cidade.









O orientador técnico da nossa equipa, era o nosso internacional português Quen Gui, de descendência chinesa e que era o Chefe da secção de morteiros do Exército, instalados no perímetro do nosso Aeródromo.
Lembro-me que quando decorriam os jogos, havia miúdos que andavam a vender cartões pela assistência, para promover o jogo do BINGO. O sorteio dos números decorria durante os jogos. Era um modo que a organização tinha, para cobrir as despesas. Depois das competições íamos até à esplanada do cinema, comer e beber qualquer coisa para acalmar o corpo. Ao final da noite lá nos encontrávamos todos de novo, para um regresso ao AB7, excluindo os que tinham optado por ir ao “MAXIME”, pois o ”strip” só acontecia ao início da madrugada, no habitual cenário de fardas e camuflados, dos militares que se encontravam em trânsito.











Estou a enviar fotos da equipa de Basket, do local onde se realizavam os jogos, do Hotel Zambeze e duas outras tiradas no dia de Natal de 1972. Uma no AB7 e outra no Jardim de Tete.
Um grande abraço para todos os Zés Especiais e amigos da nossa Linha da Frente.
Para o nosso Victor Barata, os desejos de uma boa recuperação para a sua vista, para que nos continue a “guiar” nesta aeronave de saudades, com o desejo de rápidas melhoras.
Até breve
Augusto Ferreira

JCS: Fotos: Augusto Ferreira (Direitos Reservados)

VOO 2138 Boas Vindas



João Henriques
Esp.MRádio
Vancouver






Amigo comandante Barata;
É bom saber que o ajuste do farol foi feito, agora é necessário que passe algum tempo e de certo, tudo vai ficar bem.
Também ao nosso companheiro que partiu os calcanhares, os votos para que melhore rapidamente.
Um abraço a toda a rapaziada.



Voos de Ligação:
VOO 2131 NOVA ENTRADA NO HANGAR.
VOO 2132 Bom Regresso
VOO 2133 Nova Entrada no Hangar
VOO 2137 Bom Regresso

sábado, 29 de janeiro de 2011

VOO 2137 Bom Regresso


José Teixeira
Esp.OPC
Trofa


A todos os especiais da linha da frente:
Hoje de manhã, cerca das 12h, recebi um sms do MÁRIO PEDRO SANTOS, «Boas-BARATA já vai a caminho de casa com farol reparado, ABRAÇO.»
De imediato chamei o «acidentado saído da manutenção» que me respondeu que seguia operacional, ou seja, «pronto p´ra outra»(salvo seja).
Já cá temos o nosso comandante.
J.T.


JCS: Esta mensagem do José Teixeira reporta-se ao dia 28 de Janeiro

Voos de Ligação:
VOO 2131 NOVA ENTRADA NO HANGAR.
VOO 2132 Bom Regresso
VOO 2133 Nova Entrada no Hangar

Voo 2136 Mais um trem de aterragem em reparação



Nuno Almeida (POETA)

Esp.MMA (Canibais)

Lisboa



Acabei de saber que o "nosso menino" o Castro "LOBO MAU" caiu e fracturou os dois calcanhares e vai ficar umas semanas inoperacional.
Legenda: Fernando Castro (menino), "Lobo Mau"
Depois do Abrantes "pezinhos" e de mim, foi agora a vez deste amigo e companheiro. Desejo-lhe umas rápidas melhoras e que, muito em breve, possamos todos voltar a rolar na pista com o trem de aterragem em perfeitas condições.
Nuno (poeta)


JCS: A tertúlia Linha da Frente deseja a rápida e perfeita recuperação dos operacionais acidentados.

VOO 2135 Já lá vão 43 anos!...



Victor Sotero
Sargº.Mor EABT
Damaia








Meu Comandante:
As minhas saudações Aeronáuticas ao "Comando", à "Linha da Frente" e aos "Zés" que nos visitam.

A lembrar o dia 27 de Janeiro de 1968, uma manhã fria de um Sábado.
Na muralha da Rocha Conde de Óbidos, o navio UIGE da Companhia Colonial de Navegação, fretado pelo Estado Maior do Exército, espera-nos.
Procedia-se à instalação dos militares e das bagagens no navio que recebia mais um contingente destinado ao Ultramar, Angola.
Pouco depois, o destroçar.
Corre-se para o último abraço de despedida aos familiares e amigos que nos acompanharam até ao cais.
O último adeus à Terra que nos viu nascer.
A hora da partida para terras desconhecidas do Além.
Voltaremos?
Pelas 10h00 dá-se início à formatura geral dos militares a embarcar.
Palavras bonitas de conforto acompanhadas de algumas lembranças (maços de tabaco e aerogramas) das senhoras do Movimento Nacional Feminino.
Uma rápida revista, uma alocução e finalmente um desfile pleno de tristeza que terminou com o embarque.
Pelas 12h00 do dia 27 de Janeiro de 1968, (fiz anos a 24), a Banda Militar começou com os acordes do Hino Nacional, enquanto o navio começou a
afastar-se do cais.
Lenços, muitos lenços que se agitam de gente humilde.
Gritos de Adeus e de emoções que chegam aos nossos ouvidos.

Adeus!...
Adeus!...
Não era voz de mar,
era de gente.

Nota.:- O navio chegou a Luanda no dia 08 de Fevereiro de 1968.
Com 145 metros de comprimento, uma potência de 6.850 cavalos, o UIGE navegava a cerca de 16 nós por hora.
- Para além de outros "Zés", quero aqui lembrar o Carlos Santos, (Biltro) baterista dos Diamantes Negros que connosco comemorou os seus 21 anos a bordo (não fosse um elemento da tripulação amigo do Biltro e teriamos passado fome!)
- Lembrar também o Mário Sarmento Pinto, que pouco antes de embarcar ainda foi enganado por um cigano na compra de um relógio "bonito" mas que não tinha máquina.

Meu Comandante.
Despeço-me com um até breve do "Comando", da "Linha da Frente" e de todos os "Zés".

Sotero
JCS: Como é bom recordar e partilhar estas vivências, é sinal que estamos vivos e partilhando nesta tertúlia virtual.
Um abraço,

VOO 2134 ALMOÇO DELEGAÇÃO DE LISBOA AEFA - PEDIDO DE PUBLICAÇÃO



Comando Especialistas da BA12




Por solicitação da Direcção da Delegação de Lisboa da AEFA, publicamos o seguinte evento:


DELEGAÇÃO DE LISBOA


Caros companheiros ex-especialistas da FAP, a Direcção da Delegação de Lisboa da AEFA, vai promover um almoço convívio na Sede da AFAP - Av. Almirante Gago Coutinho nº 129 LISBOA, a realizar no próximo dia 5 de Fevereiro (Sábado) pelas 12.30 h.
O intuito deste almoço, é o da apresentação aos sócios, dos novos dirigentes da AEFA Lisboa, nomeados pela Direcção Nacional, da apresentação do plano de trabalhos para 2011, actualização de dados dos sócios presentes bem como da regularização das quotas de 2011.
Desde já agradecemos a comparência do maior número de sócios possível, em nome da continuidade da AEFA.
O almoço terá o custo de 12 €
A quota anual tem o custo de 10 €
Agradecendo desde já a vossa comparência,
SAUDAÇÕES AERONÁUTICAS
As confirmações devem ser feitas para:
António Xarim 917561433 / José Sousa 916544442 ou 214150552

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

VOO 2133 Nova Entrada no Hangar


João Carlos Silva
MMA
Sobreda
Atenção na Linha da Frente,
Foi realizada a manutenção necessária à luz de navegação do Comandante, tendo os trabalhos decorridos dentro do previsto. Encontrando-se agora em período de "focagem" da mesma, está para breve a sua saída da manutenção e regresso à Linha da Frente.

Saudações Especiais,
João Carlos Silva
Voos de Ligação:
VOO 2131 NOVA ENTRADA NO HANGAR.
VOO 2132 Bom Regresso

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

VOO 2132 Bom Regresso


Costa Ramos
Esp.MMA
Coimbra
Caro Victor,
Como sabes, sou piloto e desde já me disponibilizo para ser o teu first officer enquanto estás com problemas de pilotagem, podes ter a certeza de uma boa descolagem seguida de uma aterragem perfeita para regressares a esta base depois da reparação ter sido efectuada ou o mecânico não fosse filho de "Zé".

Força companheiro, estamos contigo como acontecia nos nossos tempos quando não tiramos os olhos do céu e apuramos o ouvido pois ainda falta regressar um dos nossos que esta em missão.

Voos de Ligação:
VOO 2131 NOVA ENTRADA NO HANGAR.

VOO 2131 NOVA ENTRADA NO HANGAR.



Victor Barata
Esp.Melec./Inst./Av
Vouzela


Companheiros,

Nova tentativa de reparação da luz de navegação se vai realizar hoje às 10 no Hospital de Stº.António ,no Porto.
Vamos esperar que esta corra bem.
Mais uma vez venho solicitar à “malta”para voarem para aterrarem na pista especilistasdaba12@gmail.com enquanto a “barata.victor estiver INOP.
Um abraço a todos e obrigado por estarem comigo.

Victor

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Voo 2130 TOCA A MARCHAR!



António Loureiro
Fur.Mil.PA
Figueira da Foz


Então senhor Comandante como vai isso???

Dá-me licença

Toca a marchar
De casa sair
Quero ser aviador
E Portugal servir

Com outra gente
A acompanhar
Somos diferentes
Toca a marchar

Peito para fora
Olhos no ar
Rasgar horizontes
De par em par

Muitas flexões
Muitos pulos de galo
Muitos cangurus
Que era um "regalo"

A revista era uma seca
Ninguém queria ficar mal
Porque o "tenebroso" do Tomás
Tinha um feitio ESPECIAL

E o grande dia chegou
Com o braço p'ra Bandeira
No fundo todos sorrimos
Cada um à sua maneira

Depois veio a Especialidade
Muito tivemos que aprender
Éramos jovens corajosos
E aviadores queríamos ser

Quando essa fase acabou
Tínhamos outras competências
Sentíamo-nos mais capazes
Superamos as exigências

E outro ciclo se iniciou
Com outras responsabilidades
Afinal éramos tão poucos
Para tantas necessidades

A seguir o além mar
Tão longe e afinal tão perto
A quem demos tanto de nós
Naquele futuro incerto

E assim se fez história
Desta juventude sem igual
Cumprimos a nossa missão
Defendendo PORTUGAL

Um abraço


António Loureiro

Voo 2129 RIQUEZA DE PALAVRAS/ACTOS



José Teixeira
Esp.OPC
Trofa



Meu caro Victor Barata
Mais uma passagem pelo «nosso blog», das quase diárias que sobrevoo, e não resisto em destacar estas duas, embora todas elas de elevada qualidade, cada uma a seu modo.
1- Um abraço de parabéns para a IVONE, que conheci no período 69/71. E que se restabeleça para estar presente no próximo encontro, da forma como puder, seja ela qual for!
2- Destaco a frase do António Loureiro, no seu voo 2123, «UM AVIADOR NÃO DESISTE: APENAS RECUA PARA TOMAR BALANÇO». Mais uma prova do carinho que a malta tem por ti, meu caro.
E à custa da criação deste blog, que em boa hora que o fizeste, mantenho contactos regulares com o Mário Pedro Aguiar e com o Sotero, este que me fez um trabalho literário/poético/dedicado a outra pessoa; FABULOSO! Ficou encaixilhado na parede da residência de uma professora! Companheiros, estejam atentos, porque o Sotero tem capacidades que ainda não as revelou!
3-Entretanto, avisa-nos quando voltares para o Hangar, queremos acompanhar «o plano de voo».
Abraço até breve.

J.Teixeira

VB: Obrigado pelas palavras com fortificas a nossa actividade nesta base. Na realidade não é tarefa fácil, mas já somos só dois a trabalhar, eu e o João, o augusto e o Jorge estão reformados e já podem dedicar um pouco mais de tempo ao tráfego.
Mas é um trabalho gratificante pela união que reina no seio desta grande família ESPECIAL e, consequentemente, FAP.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Voo 2128 RECORDAR É VIVER.



Mário Felizardo
Esp.MAE
Leiria


RECORDAÇÕES

Graças a este "Forum", foi possível re/travar conhecimento com uma pessoa que conheci na BA-5 e que nem pela cabeça me passou que tivesse tido um contacto tão próximo de uma outra pessoa que me havia sido muito querida. Estou a referir-me ao nosso companheiro desta "viagem", o "bom gigante" Fernando Moutinho; o outro, que foi seu camarada no início da sua vida militar, foi meu padrinho de baptismo e chamava-se Albano Melo Pereira e foi piloto da FAP.

Este Blog possibilitou a troca de e-mails, quase diários que fazemos num espírito de camaradagem que muito me apraz e é uma honra. Na sequência disto, trocamos inclusive fotos de algum modo pessoais, e foi numa dessas fotos, por ele enviada que muito me emocionei porquanto me fez recuar quarenta e muitos anos.

Legenda pé e da esquerda para a direita: Sachetti, Moutinho, Melo, Barbosa, Moreira, Carvalho, Soares de Moura, Balacó, Godinho e Costa Pereira;No chão da esq para a direita: Canto e Castro, ? , Meira e Nico.
Foto.Fernando Moutinho (direitos reservados)


É a foto que junto e que ele me permitiu que vos enviasse. Estou certo de que uma a uma boa parte de voz, também diz muito, já que vários de voz, também os conheceram. Eu, daria o seguinte título a este Post: "Os 14 Magníficos", vocês dêem-lhe o título que quiserem, até por que muitos outros conhecemos na nossa amada FAP.
Obrigado Moutinho por partilhares connosco "coisas tuas". Para todos vós, meus caros camaradas, tudo de bom nas vossas vidas e sobretudo que tenham a melhor saúde possível.

Nota: A foto foi registada na BA-5, e claro, foram todos pilotos do F-86. Alguns deles já não estão connosco, tendo algum partido permaturamente, uma saudação especial para eles.
--
Mário Sérgio Felizardo

VB: Bom-Dia Mário.
Eu que ainda convivi com algumas destas glórias da nossa FAP,(Melo,Balacó,Costa Pereira, Canto e Castro(BA12),Meira e Nico) que saúde sinto ap recordar a imagem destes gloriosos aviadores.
Uma das grandes virtudes da nossa FAP foi sempre o respeito mutuo, quer fosse militar ou profissional, formamos sempre uma equipa coesa que deu o bom nome à instituição.
Ainda gostava que alguém, talvez lance esse desafio ao Fernando Moutinho, trouxesse a este espaço essas velhas glórias da nossa Força Aérea para nos contarem um pouco a sua odisseia na aeronáutica. Está lançado o desafio, Fernando.


terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Voo 2127 ENTRADA NA MANUTENÇÃO .



Nuno Almeida (POETA)
Esp.MMA (Canibais)
Lisboa


Companheiros,
Esta manhã o Nuno telefonou-me para saber do meu estado de saúde.
Fiquei a saber que também ele esta no hangar em reparação de uma perna do trem de aterragem que fracturou.
Segundo sua própria informação tudo está a correr bem.
As tuas melhoras Nuno.
Um abraço da MALTA!

Victor Barata

Voo 2126 ANIVERSÁRIO DA ENFª.IVONE REIS,PARABÉNS.



Santos Oliveira
2º Sargº.Mil. Ranger
V.N.Gaia


Querida Camarada

Lembro a Ivone como ela era e não como, infelizmente, pelas tuas palavras se depreende, estará.
Foi Nobre, muito Nobre, haveres lembrado o Aniversário dela.
Quisera poder prestar-lhe a Homenagem devida e desejar-lhe um Dia Memorável; creio ter chegado tarde.
Contudo, quero deixar-te um poema singelo que engloba, a todas Vós, na minha Homenagem.


Pára-quedas eram asas

Apostas nas Vossas costas.
Viam-se ânsias, não apostas,
Com a presença das Fadas.

E a Vida renascia
Só ao saber-se que vinham,
Mesmo quando se esvaía
O pouco sangue que tinham.

Foram Fé, muita Esperança;
Foram Amor quanto baste;
Foram, também, Confiança.

Foram Bandeiras em haste,
Que nos fica por lembrança
Que, de nós, jamais se afaste.

SOL

( Publicado em http://acordarsonhando.blogspot.com/ )

PS: Estou a usar um pseudónimo. Em devido tempo saberás (se o não sabes já)

o meu nome real.

VB Assumimos atribuir este voo ao nosso companheiro Santos Oliveira, caso estejamos errados, as nossas desculpas!...

.

Voo 2125 A NOSSA COMPANHEIRA IVONE,FEZ ANOS!





Rosa Serra
Alf.Enfª.Paraqª
Parede


Aos Especialistas da Base Aérea nº 12
Apesar da hora tardia, gostaria de dar conhecimento a todos os camaradas que conheceram a enfermeira Ivone, mas desconhecem a sua data de aniversário, que hoje esta nossa camarada faz anos.

Tenho pena que grande parte das enfermeiras pára-quedistas, incluindo eu, não a foi visitar para lhe dar um abraço.

Acabei de falar com a sobrinha, que me informou que ela teve várias visitas entre elas uma enfermeira pára-quedista, a enfermeira Francis. As restantes estiveram numa reunião já agendada para este dia. Fiquei mais tranquila.

Mesmo que a enfermeira Ivone esteja indiferente, a nível consciente, às nossas saudações, aqui fica expresso que não a esquecemos e Parabéns Ivone hoje estamos consigo.

Um abraço em nome das enfermeiras pára-quedistas que hoje não puderam visitá-la
Rosa Serra


VB
: Antes de mais, embora atrasados, os nossos parabéns à nossa querida companheira Ivone.

Depois pedir desculpa à Rosa de só agora publicarmos o “voo”,mas a turbulência vivida nesta base ultimamente assim o obrigou

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Voo 2124 PETIÇÃO PÚBLICA ON-LINE DE "EX-COMBATENTES".



Inácio Silva
1ºCbº.Exército
Porto



Caros amigos e ex-camaradas:

Entro em contacto convosco para informar que a petição "Os ex-combatentes solicitam ao Estado Português o reconhecimento cabal dos seus serviços e sacrifícios", http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N5306, está a ter uma boa adesão. Neste momento já foram recolhidas 365 assinaturas.

Porém, verifiquei que algumas assinaturas não foram confirmadas. É preciso não esquecer que, após a assinatura da Petição, terá que ser feita a sua confirmação a partir do email que o Site PETIÇÃO PÚBLICA envia para a caixa de correio de cada um de vós. Caso contrário, a assinatura não é validada.

Penso que todos saberão que a Petição é dirigida a todos os cidadãos, podendo ser assinada por quem for maior de idade. Como é óbvio, não é necessário ser ex-combatente.

Repito que é necessário vencer a info-exclusão, transmitindo aos que não têm Internet, que poderão, com a ajuda dos que a têm, VOTAR/ADERIR/CONCORDAR/ASSINAR.

Mais uma vez solicito e agradeço a todos os ex-camaradas que desenvolveram BLOGUES ou PÁGINAS DE INTERNET, e a todas as pessoas que, duma forma ou doutra o possam fazer, que noticiem este facto e, se possível, publiquem o link, acima indicado, para aceder à mesma.

Esta Petição já se encontra difundida nos seguintes endereços:
http://guerracolonial.blogs.sapo.pt/
http://cart2732.blogspot.com/2011/01/peticao-assembleia-da-republica-e-ao.html
http://blogueforanadaevaotres.blogspot.com/2011/01/guine-6374-p7591-ex-combatentes-da.html

Sabemos que também já corre no FaceBook e no Twiter.

Como sabem, é necessário obter um mínimo de 4.000 assinaturas, para que a mesma possa ser entregue aos Órgãos do Estado a que se destina: Assembleia da República e Governo.

Os meus cumprimentos e um abraço fraterno do seu autor

Inácio Silva
ex-CART 2732
Mansabá-Guiné

Voo 2123 MAIS VALE UMA BORREGADA DO QUE UMA PAPADA!



António Loureiro
Fur.Mil.PA
Figueira da Foz


Dá-me licença senhor Comandante



Quando esperámos que o nosso Comandante já estivesse na fase de ensaio, surgiu mais um contra-tempo e os especialistas resolveram não arriscar.
Nada está perdido, há solução, apenas mais um incómodo que o nosso estimado manda-chuva terá que corajosamente superar.
Temos que reconhecer que naquelas circunstâncias, possivelmente, qualquer um "borregava", uma hora de espera num bloco operatório, convenhamos que é tempo demais para quem propriamente já não é um menino e os neurónios já tinham efectuado, sei lá quantas vezes, os 360 º sem nada de novo.
Em breve, novamente serás chamado à manutenção e tudo correrá à tua feição e, daqui por uma dezena de anos, até te vais rir deste choque que apanhaste e da maneira como reagiste, porque afinal, foi apenas e somente, um contra-tempo.
Muito possivelmente, N.Srª do Ar estaria ocupada com outras situações mais gravosas e não te podia dispensar a assistência que lhe mereces.
Grande camarada, a luta continua, um aviador nunca foge, recua para tomar balanço.

As melhoras e um grande abraço

Loureiro

Voo 2122 A LIGA DOS COMBATENTES.






Fabricio Marcelino
Esp.MMA
Leiria

Caros colegas e amigos.
Há alturas na vida que criticamos o que está mal, mas outras há ,que devemos elogiar, quando é merecido. Acho ser este no caso concreto que descrevo.
Tenho vindo a acompanhar a preocupação da Liga dos Combatentes, em especial pela dinâmica do seu Presidente, Sr.Ten.Gen.Chito Rodrigues, no zelo dos monumentos e campas dos heróis portugueses, mortos na 1ª Grande Guerra e, a descoberta dos restos mortais, dos militares falecidos, nas antigas províncias Ultramarinas, todos eles heróis, ao serviço da Pátria, que os esqueceu.Segundo registos, cerca de 7.000 bravos militares portugueses, mal preparados para a guerra, foram abandonados por Portugal e aí ficaram(uns feridos outros mortos),nos campos de Flandres, no norte de França.


A Liga dos Combatentes, mandou erguer e, ofereceu ao município de La Couture, um bonito
*monumento, cuja foto anexo, que vem publicada na revista COMBATENTE,, para perpetuar esses nossos antepassados, que tal como nós, no ex-Ultramar, foram abandonados pela Pátria, que os enviou para lá!A Liga, tem igualmente procurado, exumado e, trasladado os restos mortais, dos militares falecidos nas antigas Províncias Ultramarinas. Assim, na Guiné-Bissau, foram detectados, exumados e alguns trasladados para Portugal, os restos mortais dos militares que lá ficaram. Sei que as ossadas de alguns, pelo menos, se encontram condignamente, no cemitério de Bissau, devidamente zelados, sob orientação da nossa Liga dos Combatentes. Também em S.Tomé e Príncipe e Cabo Verde, a Liga tem recuperado e arranjado os talhões, em S.Tomé e no Mindelo.Neste momento, a Liga está virada para fazer o mesmo aos militares mortos em Moçambique, onde já percorreu cerca de 7.000Km em 25 locais distintos, como prova a foto que igualmente anexo, publicada na revista COMBATENTE, COM **

2 campas, descobertas e que estavam abandonadas, cobertas e rodeadas de capim, como se pode observar. Falta ainda muito em Moçambique, para acabarem. Segue-se Angola e, estou certo que, a dignidade aos restos mortais, dos bravos heróis que lá ficaram, será igualmente dada.É de louvar esta determinação da Liga dos Combatentes, em especial do seu mui digno presidente. A minha vénia ao Sr.Ten.Gen.Chito Rodrigues ,pela sua determinação, que acredito, serei acompanhado na mesma, por milhares de militares ex-combatentes,em dar o repouso condigno, àqueles que um dia juraram morrer pela Pátria, aquela mesma Pátria que, pelo mando dos políticos miseráveis que temos tido até hoje,os esqueceu vergonhosa.

NOTA:-*-** - Fotos publicadas na revista COMBATENTE, a quem cabem os direitos e, espero não levem a mal de eu as enviar.
Fabrício Marcelino