terça-feira, 31 de julho de 2007

Ten.Cor.Pilav.Almeida Brito Primeira vítima mortal do Strella.



Mensagem enviada pelo Arnaldo Sousa:

Notícia publicada no jornal "Diário de Notícias" do dia 31.3.1973


"O comandante-chefe das Forças-Armadas na Guiné anunciou que um avião "Fiat G-91"foi ontem abatido em combate,por um foguetão terra-ar lançado da Republica da Guiné,quando sobrevoava território português em missão de reconhecimento,no sul da província. O aparelho,pilotado pelo Ten.Cor.Pilav.José Fernando de Almeida Brito,explodiu no ar.O Piloto pareceu.O Ten.Cor.Almeida Brito,nascido a 27 de Março de 1933 em Lisboa,concluiu,em 1953,o curso de aeronáutica militar na Escola do Exército.Em todos os cursos que depois,ao longo da sua carreira militar,alcançou as mais elevadas classificações.Alferes em 1954,tenente em 1956,capitão em 1958 e major em 1963,foi promovido ao posto actual em 1968.Era condecorado com duas medalhas de Serviços Distintos com palma,por feitos em combate,com a medalha de Mérito Militar de 3ªClasse e com a medalha comemorativa das campanhas das Forças Armadas Portuguesas em Angola e na Guiné.
Da sua folha de serviços constam ainda numerosos louvores e referências elogiosas.Estava proposto,pelo comando-chefe das Forças Armadas da Guiné,para a medalha de oiro de Valor Militar,com palma,pelo"relevante contributo prestado para o êxito do esforço de guerra no teatro de operações da Guiné,onde executou centenas de acções operacionais sempre evidenciando extrema perícia,grande coragem,energia e desprezo pelo perigo,sobretudo em duas,ao prosseguir com a maior serenidade o cumprimento das suas missões,apesar das aeronaves que pilotava terem sido seriamente atingidas pelo fogo inimigo."
Profundo conhecedor das características técnicas dos modernos aviões,marcou gerações e gerações de pilotos que instruiu e comandou.
Na Guiné Portuguesa,onde há cerca de três anos servia,no comando de acções independentes da Força Aérea e,ainda,em operações conjuntas coa as forças de superfície,muitas vezes com risco da própria vida.






Nestas fotos pode ser observado:

Cima,o míssil terra-ar Strella que abateu avião e piloto.

Baixo,o que restou do Fiat G91-R4 nº 5419 atingido pelo referido míssil no dia 28 de Março de 1973.





Eu tinha chegado à Guiné havia quatro dias,quando no dia 28 de Março da parte da manhã,em conjunto com o colega Lopes,dado sermos os mecânicos de serviço à linha da frente,demos saída a uma parelha de aviões preparados com bombas.Num seguia o Cap.Pilav.Pinto Ferreira e no outro o Ten.Cor.Pilav Almeida Brito,comandante do Grupo Operacional.
Esperamos pelo regresso das aeronaves,quando já um pouco com atraso para o tipo de missão ouvimos e vimos surgir um dos aviões,o outro viria a seguir pensamos nós...Quando recebemos o avião perguntamos ao piloto se o outro demorava muito,a resposta surgiu tipo bomba:-O outro não vem mais!...Dadas as características da zona e a intensificação dos combates,não foram feitas tentativas de encontrar os destroços,quer por parte das forças terrestres quer da FAP.
Arnaldo Sousa

















segunda-feira, 30 de julho de 2007

O Jaime já partiu!...

Esta é a unica foto que possuo do nosso companheiro JAIME.

Equipa de Futebol da BA 12,De pé Esq/Dir:(?),Cadete,Nunão,Corte Real,Magalhães,Estevens, e o JAIME.Em baixo,Ferreira,Vitorino,Victor Barata,Gonzaga e Ribeiro

Quando o ZÉ Fernando Castelo Branco entrou neste nosso espaço e se identificou como morador nos Açores,Ilha Terceira,desde logo lhe perguntei se conhecia o 1ºSar.Melec/av/inst Jaime Moniz do Rego Pereira, conhecido em todos os locais, militares ou civis,pelo Picha D'aço!
O Fernando ontem enviou-me um email dizendo-me o seguinte:

"Caro amigo,pois a vida tem limites...o Nosso Jaime já partiu à doze anos e encontra-se sepultado no cemitério de S.Sebastião!"

Eu sei que tudo tem um fim,era a resposta que eu menos esperava,é difícil aceitar essa partida,muito mais quando acontece com um HOMEM com quem convivi na vida militar,primeiro nos Açores mais tarde na Guiné.Que Deus lhe de a paz que ele merece.
É verdade,o Picha D'aço,que era assim que gostava que o tratassem,quando em 1971 cheguei à BA 4 Terceira, a primeira vez que saia de casa numa viagem tão longa, sem conhecer ninguém,bastante abatido,foi um verdadeiro amigo.Era meu chefe,andava sempre alegre divertido, a fumar o seu cachimbo e a contar passagens da sua vida,vendo-me triste logo tratou de me levar a todo o lado para ficar integrado na vida naquele local,chegando a convidar-me para tomar algumas refeições em sua casa.Desde logo me começou a tratar pelo Pichinha de Latão!Quis o destino que passados dezassete dias após a minha chegada à ilha fosse mobilizado para a Guiné.Mais uma despedida triste para mim,deixar o Ti Jaime que tão bem me soube receber,mas com promessa da nossa amizade ser eterna.Pois é verdade,passamos três meses recebo o meu GRANDE AMIGO,Jaime na BA 12 em Bissalanca!
Aqui fui eu a conforta-lo,vinha mesmo muito abatido,para ele quem o tirava da Terceira tirava-lhe a vida,mas lá fizemos a comissão juntos,obviamente que acabei mais cedo,mas quando ele regressou,fui esperá-lo e convidá-lo para minha casa.
Completarei este ciclo quando me deslocar á Ilha Terceira,mais concretamente ao local onde repousa o meu AMIGO Jaime,até lá...SAUDADES!
Victor Barata
VB-Obrigado Fernando,embora não fosse esta a notícia que eu mais desejava,mas é a Lei da vida.Conto brevemente ir aos Açores,depois,mais para a frente,contaremos as muitas passagens que tivemos com esse Grande companheiro,a do braço foi comigo.
Saudações ESPECIAIS!






sábado, 28 de julho de 2007

Fortaleza de S.J.Baptista-Terceira Açores.







Mensagem da Catarina Castelo Branco:

A Catarina,é filha do no camarada Fernando Castelo Branco e quis presentear-nos com belíssimas fotos da não menos bela Ilha Terceira onde vive.





Fortaleza de São João Baptista.
Em posição dominante sobre o promontório do Monte Brasil,cratera vulcânica que domina o lado ocidental da baía,trata-se de um conjunto de fortificações luso-espanholas.
Devido ao porte das suas defesas,é considerada por diversos autores como a mais importante fortificação espanhola no Oceano Atlântico e,juntamente com a Fortaleza da Aguda,em Goa,uma das mais vastas fortificações portuguesas remanescente na actualidade.

Aspectos Turísticos:

Da Fortaleza de São João Baptista,dada a sua posição geográfica de promontório obtêm-se uma vista sobre praticamente todo o Sul da Ilha Terceira,podendo-se ver em primeiro plano,tipo vista área,a cidade de Angra do Heroísmo,ladeada pelas freguesias de São Mateus da Calheta e pelo Porto Judeu,ao fundo da paisagem ergue-se imponente a Serra de Santa Barbara e mais ao lado,mesmo sobre a cidade surge a Serra do Morião ou da Nasce Água.Mais ao lado surge-nos a freguesia da Ribeirinha(Angra do Heroísmo),alojada sob a Serra da Ribeirinha.
Do lado do mar temos no horizonte a Ilha de S.Jorge,que se agiganta escondendo-nos a Ilha do Pico cuja montanha muitas vezes só nos dias de céu limpo nos é permitido ver.

in:(Origem Wikipédia)

Beijinhos.
Catarina Castelo Branco

VB. Obrigado Catarina pela tua intervenção que embora esta fora do âmbito do nosso blogue não deixa de ser de louvar o teu enriquecimento do mesmo.

segunda-feira, 23 de julho de 2007

LOCAIS A REVER.

A nossa velhinha Torre de Controle e as respectivas
instalações "alfandegárias"
Comemorações da passagem de ano 73/74,estou eu a
desinfectar a cabeça do Pestana com whiky,por ter mergulhado
no lago da esplanada e ter partido a cabeça nas pedras lá
existentes. Da Esq/Drª Lima (Meteo)(?)(?)Alves,Pestana
Pereira,Spinola e (?) este elemento era da anti-aérea do
Exército destacado na Base.




Esta é uma passagem de ano na esplanada do Clube de Especialistas
em Bissalanca,BA12


Esta foto reporta-se à data de 31.12.1973,o local é a esplanada
do Clube de Especialistas em Bissalanca,BA 12
Pé Esq/Dir. Brigadeiro,(?) (?) (?)(?) Spinola (MMA),Carlos Pereira(MMA)
Abílio(eu) (OPCOM) e Abílio Silva(OPCOM). Em Bxº Pestana (MMA)

O elemento que está de cócoras,é o Pestana de MMA,madeirense,que uma vez ao ir a Bissau,resolveu dar uma volta com o carro do 2ºCmtd. do BCP 12 acabando por se despistar perto do Hospital Militar,tendo-o espatifado.Resultado: Levou uma"porrada" que lhe valeu a despromoção!






Mensagem do nosso camarada ZÉ Abílio,fazendo-nos recordar locais onde à trinta e tal anos nos divertia-mos e passávamos algumas(poucas)horas de lazer. Eram interessantes: Ler os jornais pontualmente e já com um mês de atraso,beber umas cervejolas,esperar até à hora da refeição,jogar umas cartadas e receber o tão desejado correio.
Isto para quem tinha 19/20 anos é que era viver à grande e à Portuguesa na Guerra!
Atenção,havia tem estivesse muitíssimo pior que nós.
Abilio


quarta-feira, 18 de julho de 2007

Queda de DO 27


Uma mensagem enviada pelo nosso companheiro da LINHA DA FRENTE, Miguel Pessoa,em que nos conta este episódio da queda de um DO 27.

Hoje,recordar é viver,naquele dia os tripulantes talvez dissessem, "Quero viver para recordar"!



Inicio da recuperação do Avião DO 27
no dia seguinte à queda.Repare-se no terreno pantanoso.


Continuação da recuperação do avião


O Fur.Pilav.Mota já em Bissau,junto ao
avião depois de ter sido recuperado



No dia 17 de Novembro de 1973 este DO 27 que vemos nas imagens,foi requisitado para se deslocar a Catió,com a missão de proceder a uma evacuação.
A sua tripulação era constituída pelo Fur.Pilav.Mota e pelas EnfªPára Giselda e Natália,esta ainda "Pira",encontrava-se numa fase de adaptação.
Quando passavam a baixa altitude ao lado da ilha de Como,sobre a costa marítima,o motor parou e o piloto foi forçado a amarar(talvez o termo mais correcto seja alodar...),tendo os tripulantes saído do DO,refugiando-se junto à margem,ainda dentro de água.
Por sorte passou um navio da Marinha próximo,que resolveu investigar aquele novo monumento na costa e que recolheu o pessoal passadas duas horas da queda. No dia seguinte,a recuperação do avião foi dificultada pela subida da maré,acabando o DO,numa primeira tentativa de içagem,por cair novamente na água,ficando ainda mais danificado... Foram maiores os estragos nessa altura do que na altura da queda!.


Miguel Pessoa
Cor.Pilav.(Reserva)




terça-feira, 17 de julho de 2007

Também Pertenci aos Canibais.


Mais um novo e bem vindo ZÉ na nossa
LINHA DA FRENTE.
Vou apresentá-lo.
António Correia
Sargº MMA
Esteve na BA 12 de 72/74
Chefe da Linha ALL III (Canibais)
Amigo Victor Barata,foi com alegria que deparei com o teu blog e desde já os meus parabéns pelo excelente trabalho.
Foi com muita emoção que li e vi fotos da altura.
O meu muito obrigado pelo artigo que escreves-te sobre O GRANDE AMIGO de todos que é o NUNO (Poeta),foi com os olhos tolhidos pela emoção que me lembrei daquele dia. Também o acontecido ao Ten Pessoa e tantos outros momentos em que nos unimos em volta de situações bem complicadas.
Junto uma foto(em cima) de um jantar de alguns Camaradas.
Um forte abraço para ti e para todos,até breve.
Correia
VB.- É sempre com muita alegria que recebemos aqueles que connosco conviveram ,na juventude,em plena Guerra e que mantêm o espírito do ZÉ ESPECIAL.
Por isso és a partir deste momento mais um elemento da nossa Tertúlia LINHA DA FRENTE,como tal vamos continuar a receber as tuas notícias a agradecer a divulgação junto daqueles ZÉS que ainda não sabem da nossa existência.
Victor Barata

segunda-feira, 16 de julho de 2007

"AS NOSSAS GLORIOSAS ENFERMEIRAS PÁRA-QUEDISTAS"

Enfermeiras Pára-Quedistas Militares
Homenageadas no dia 20 de Junho de 2006
pelo Chefe do Estado Maior da Força Aérea
General Taveira Martins
Cap.Enfª Paraq.Eugénia Matias Alf.EnfªParaq.Maria de Lurdes Mota
Cap.EnfªParaq.Francis Matias Alf.EnfªPara Maria do Céu Vidigal
Cap.Enfª Paraq.Maria de Lurdes Lobão Alf.Enfª Paraq.Maria do Céu Monteiro
Cap.EnfªParaq.Maria do Céu Esteves Alf.Enfª Paraq.Maria Gracinda Rato
Cap.EnfªParaq.Maria Ivone Reis Alf.EnfªParaq.Maria Rosa Olivença
Cap.EnfªParaq.Maria Manuela França Alf.EnfªParaq.Rosa Glória Lages
Cap.EnfªParaq.Maria Natália Xavier 1ºSgºEnfªParaq.Dulce Francisca Rasgada
Cap.EnfªParaq.Maria Rosa Mendes 1ºSgºEnfªParaq.Ercília da Conceição Pedro
Cap.EnfªParaq.Mariana Gomes 1ºSgºEnfªParq.Júlia de Jesus Lemos
Ten.EnfªParaq.Antonieta Ribeiro 1ªSgºEnfªParaq.Maria Amália Reimão
Ten.EnfªParaq.Aura Teles 1ºSgºEnfªParaq.Maria Aurelina Semedo
Ten.EnfªParaq.Maria Arminda Santos 1ºSgºEnfªParaq.Maria Cristina Silva
Ten.EnfªParaq.Maria Zulmira André 2ºSgºEnfªParaq.Giselda Pessoa
Alf.EnfªParaq.Ana Gertrudes Sarrabulho 2ºSgºEnfªParaq.Maria da Piedade Gouveia
Alf.EnfªParaq.Ana Maria Lemos 2ºSgºEnfªParaq.Maria Emília Sousa
Alf.EnfªParaq.Armandina Salgado 2ºSgºParaq.Maria Celeste Costa(Tit.Póstumo)
Alf.EnfªParaq.Delfina Oliveira Fur.EnfªParaq.Maria de Lurdes Gomes
Alf.EnfªParaq.Maria Augusta Vieira Fur.EnfªParaq.Maria Natércia Neves
Alf.EnfªParaq.Maria Bernardo Vasconcelos Fur.EnfªParaq.Maria Soledade Guerreiro
Alf.EnfªParaq.Maria Celeste Palma Fur.EnfªParaq.Octávia Fontes
Alf.EnfªParaq.Maria de La Salete Lalli
Fur.EnfªParaq.Silvina Pacheco
Alf.EnfªParaq.Maria de Lurdes Gravata
A EnfªParaQ(?) no Alouette III preparada para missão

O General Taveira Martins com as Homenageadas (Foto Cima)
Cap.EnfªPáraq.Maria Ivone Reis recebe Carta de Agradecimento(Foto Esqª)
O Major General Osório Mourão durante a sua alocução (Foto Dirª)


O General Taveira Martins com as Homenageadas


Boa Tarde,ZÉS!
Quando dei inicio a este espaço, já tinha no meu bloco de apontamentos determinados assuntos que eram e são prioritários pelo facto de me terem marcado para sempre.
Comecei pelo caso do Nuno( Poeta),o grande amigo e lutador que conseguiu vencer a morte depois de esta o querer abater.O Nuno, com aquele seu estilo poético,andou a brincar com ela para depois lhe dizer: Já te gozei que baste,vai-te embora! Boa Nuno!
Depois,virei mais uma folha e aparece o Miguel Pessoa,aquele que foi escolhido pelo inimigo para testar os misseis "Strella"com a finalidade de o abater. Burros! Lá o avião foi ,mas o Pessoa disse-lhes que o para-quedas estava afinado e ele...só não gostou da estadia,especialmente,nocturna!
Grande companheiro!
Nova folha,novo caso!"Por Quem os Sinos Dobram"! Moura Pinto,o Grande Comandante,bom homem,excelente companheiro. Este lutou contra tudo e todos,consegui irritar o Spinola ao ponto do monóculo cair,mas a última batalha que travou durante algum tempo com aquele uma terrível doença,,perdeu! Que Deus o tenha em paz ,meu COMANDANTE!
Hoje,depois de alguns dias de ausência,no meu bloco apareceram umas "Ilustres Senhoras"
que na vida militar chamavam-se de ENFERMEIRAS-PÁRA QUEDISTAS!
Estas "SENHORAS"que tão esquecidas foram pelos nossos governantes(se calhar com razão, visto alguns nem sequer terem ido á tropa e,mais grave,outros até desertaram...),foram e serão sempre lembradas por todos aqueles que,independentemente da sua patente,do seu estrato social ou arma que serviram,combateram nas nossas províncias de Angola,Moçambique e Guiné.Permitam-me a exclusividade,nós,pessoal da FAP que convivemos e partilhamos situações de apuros com elas,recordo-me de assistir um parto a bordo do DO27,é que podemos dar valor à coragem e determinação destas verdadeiras MULHERES DA GUERRA,muitas vezes fazendo esquecer(no tempo em que o homem era forte)muitos homens.
Como sabia muito pouco para poder fazer esta simples mas significativa mensagem de,em nome dos ZÉS ESPECIAIS,homenagem ás Enfermeiras-Páras,resolvi pedir ajuda a quem possui-se mais conhecimentos do que eu para assim poder ser o mais justo possível para com estas nossas camaradas de armas.
O Miguel Pessoa foi de imediato escolhido visto estar casado com a EnfªGiselda(também fizemos algumas evacuações juntos),de imediato me facultou as fotos acima apresentadas e outras que oportunamente farei a mensagem adequada. A Revista "Mais Alto" também colaborou com as fotos da Homenagem pelos Serviços Prestados por estas Senhoras e eu tentei compor um texto por diversas fontes publicadas relacionadas com elas.
A 6 de Junho de 1961 tem inicio no Batalhão de Caçadores Pára quedistas em Tancos, o 1º Curso de Enfermeiras Pára quedistas,com 11 candidatas,que apesar de muito jovens não temeram esse desafio,levadas pela determinação e coragem de vencerem,cuja instrução exigente e dura as preparou para o desempenho da sua missão,nas mais diversas circunstâncias.
No final,dia 8 de Agosto de 1961,apenas 6 das candidatas,(As seis Marias,como na altura foram alcunhadas),receberam a Boina Verde e o Brevet.
Foram diversas as situações e vários os locais em que se desenrolou a sua acção,dispensando não só cuidados de enfermagem,mas toda a ajuda que a sua presença humana podia dar.
Não distinguiram credos nem raças,atenderam todos com o mesmo espírito humanitário,militares,familiares e populações civis,o que lhes granjeou o apreço e a estima de todos aqueles de quem cuidaram e os com quem contactaram.
1961 fazem evacuações de civis e militares de Goa para Lisboa no famoso "Super-Constellatio"
da Tap.
1962,Abril Nova missão,nova evacuação!Desta feita em avião da Union de Transportes Aeriennes,Goa para Karachi e daqui para Lisboa em navios da Marinha Mercante Nacional.
Durante a Guerra Colonial em Angola,Moçambique e Guiné estão em todo o tipo de situações,evacuações aéreas,transporte de feridos,acompanhamento de militares sempre que a sua presença era exigida.
Ministraram cursos para enfermeiros militares,cursos de socorrismo e estiveram presentes em tantas outras acções que é difícil enumerar.
A sua maior mágoa surgiu quando quiseram realizar-se totalmente como mulheres,casar e ser mães,foram obrigadas a abdicar da sua tão nobre missão e participação na Instituição Militar,restando-lhe apenas a satisfação do dever cumprido e a grande tristeza de não poderem continuar a colaborar com a Organização que tão dignamente e ousadamente as acolhera.
Valerá a pena fazer uma analise profunda da situação,decorridos tantos anos do seu inicio:
-Foi ou não foi válida e positiva a passagem da Mulher pela nossa Força Aérea?
Claro que foi! O saber e a dignidade destas Grandes Mulheres de Guerra,no seio das nossas Forças Armadas onde militavam milhares e milhares de homens,foi sempre maneira exemplar! O respeito sempre foi reciproco apesar de serem uma minoria,na Guiné havia 3/4 EnfªPára,a sua patente era sempre respeitada com a devida continência,cumprimento militar.
Pergunto:
Será que o actual Ministro da Defesa sabe que existiram Enfªs.Páraquedistas?

Minhas Ilustres Camaradas de Arma e Guerra,queremos desde já convidá-las a fazerem parte da nossa Tertúlia LINHA DA FRENTE,por favor, a casa é VOSSA. Para tanto basta que nos enviem uma mensagem de um episódio passado convosco durante o serviço militar e uma foto militar e outra actual,o posto,as unidades e Email.
Chamo a vossa atenção para o facto de não poderem escrever directamente no Blogue,toda a correspondência deve ser endereçada para o Email barata.victor@gmail.com





Bem-Hajam,Senhoras Enfermeiras
Victor Barata

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Coimbra está presente!

Mensagem do ZÉ:

Jorge Mendes
Abastecimentos
1ª/68
Amigo Victor Barata:
Tenho acompanhado o teu Blogue e sinceramente considero que está excepcional.
O seu Lay-out,os conteúdos,o nível que no seu todo são de "encher o olho".
Parabens por desta forma contribuíres de forma tão significativa para o engrandecimento e reforço da nobre causa que somos nós especialistas.
Sou da 1ª de 68,estive na BA2,BA5,novamente BA2,curso de Furriéis Mel.,BA10 e terminei na BA2 em Janº 74.
Sou de Coimbra e naturalmente tento dentro das minhas disponibilidades familiares e profissionais,acompanhar os eventos,e são muitos,do núcleo de Coimbra.
Bem-Hajas,amigo!
Um abraço
Jorge Mendes
VB-
Jorge,em primeiro quero agradecer a força que me transmites para dar continuidade a este nosso espaço,pois sem ti e ZÉS como tu não era capaz de por esta LINHA DA FRENTE operativa.
Fui criado na Casa Branca(atenção não é nos USA) em Coimbra,que linda cidade!
Em relação ao núcleo de Coimbra que me falas,tive o grande prazer de conviver em Monte Real este ano,quando do nosso almoço anual,com esse grande ZÉ,Carlos Ferreira,
excelente companheiro.Recordei o meu amigo Felizardo que já não via á uns anos,que alegria reviver grandes companheiros de tempos difíceis.
Pois bem Jorge,espero que a tua assiduidade seja boa,e aproveita , aperta com essa malta para entrar na LINHA,precisamos de Técnicos.

Saudações ESPECIAIS
Victor Barata

UM DOS SIMBOLOS DA NOSSA FAP:








Titulo:Liberdade ou Evasão-O Mais Longo Cativeiro da
Guerra.


Autor: António Lobato


Editora:Erasmus




Mensagem do Arnaldo de Sousa:


Amigo Victor,agradecia o favor divulgares da nossa LINHA DA FRENTE,esta excelente obra do nosso camarada António Lobato.

V.B.-
Pois camarada ZÉ Arnaldo,com grande mágoa minha,nunca tive o prazer de conhecer este símbolo de RESISTÊNCIA AO SOFRIMENTO E À DOR da nossa FORÇA AÉREA,embora corrido "bastante" para o localizar.Esta sem entrei-lhe em casa pelo fio do telefone:

-Bom dia,é da casa do Sr Major Lobato?
-Uma senhora simpatiquissíma,responde do outro lado: É sim.
-Posso falar com ele?
-Quem fala? Ele não me conhece,sou Victor Barata e fui especialista da FAP!... Apresentei-me eu.
-Só um bocadinho,por favor,vou chamar. (Tinha concretizado o meu objectivo,como me iria receber?!...)
-Estou sim. -Ouvi a voz dele muito baixa,calma, delicada,que imediatamente me transmitiu a solidão e sofrimento porque este HOMEM passou!
-A minha voz embargou-se,porque não dizê-lo,fiquei emocionado!
Falamos um pouco de algumas coisas e de pessoas que nos marcaram em comum.
Este nosso ilustre Camarada que em 1963,em pleno espaço aéreo da Guiné,na sequência de uma missão de ataque ao solo de dois aviões T6 ,colidiu no ar com o outro avião depois de ter sido atingido por projécteis inimigos. Um dos aparelhos despenhou-se no solo tendo falecido o piloto;o outro que era pilotado pelo Sarg.Pilav Lobato aterra de emergência numa bolanha sendo de imediato capturado por guerrilheiros do PAIGC e agredido à catanada.
É-lhe facultado optar entre a deserção e a cadeia.Optando pela fidelidade aos principios do seu povo,é encarcerado na temível Maison de Force de Kindia com o rótulo de criminoso de guerra.
Durante sete anos e meio é submetido a maus tratos,subnutrição,isolamento e continuas ameaças de morte,pelos agentes de um governo pró-soviético chefiado por Sékou Touré.
Tenta três vezes a evasão,mas só na última consegue respirar,durante uma semana,o ar fresco da liberdade.Percorre cerca de noventa quilómetros em plena selva atravessando a cadeia montanhosa do Fouta Djalon em direcção á Guiné Portuguesa. Até aqui foi derrotado pelo destino,ao sexto dia é recapturado e conduzido à prisão donde partira.
No fim de mês e meio de total isolamento,transferem-no de prisão.Tempos depois e a coberto da Operação Mar Verde,chefiada pelo Comandante Alpoim Calvão,é libertado!

Excertos de prólogo do Livro "Liberdade ou Evasão

Prometeu-me que entraria na nossa LINHA DA FRENTE,ficamos á sua espera!
Saudações ESPECIAIS!
Victor Barata

sábado, 7 de julho de 2007

A Despedida do GRANDE Comandante!

Mensagem enviada em 2.7.07 pelo nosso Camarada Arnaldo Sousa*
Caro Barata:

Junto anexo a foto do pessoal dos Fiat G91/R4 e alguns pilotos.O Comandante da Zona Aérea e da BA12,Coronel Gualdino Maria Moura Pinto(Já Falecido).
Da esq./Dirª em pé:SargºRobalo,SargºAntunes,SargºPinheiro,SargºGuaudêncio,Cap.Pilav.Letras,Cor.Pilav.Moura Pinto,Major Pilav.Pedrosa,Cabo Veríssimo,Cabo Pinto,Cabo Sousa,SargºDuarte.
Em baixo:Cabo Lopes,Furriel Pinheiro,Sarg.Ramiro,Cabo Brás,Cabo Veríssimo(II).Na escada do avião o Ten.Pilav.Matos.
Esta foto de despedida foi tirada dias antes da partida do coronel Moura Pinto para a Metrópole.Pessoa muito educada e de poucas falas,passava com muita calma e esboçando um ligeiro sorriso,inspecção ao avião sem tecer comentários e sem encontrar ponta por onde pegar como se costumar dizer.
Todos o admiravam.
Cumprimentos.
Arnaldo Sousa
MMA 1ª/72